sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dia dos Namorados


Porque você, meu amor, me ensinou muito mais do que você jamais vai poder imaginar. Eu até gostaria de começar a te explicar, mas não vai fazer o menor sentido, porque essa terra aqui de dentro onde você plantou tudo isso que sinto e sou não existia antes da sua chegança. Foi você, meu amor, que me inventou, e me ensinou a gostar dessa invenção. Que me mostrou que 1 + 1 nada tem a ver com subtração. Eu nunca fui boa nessa matemática, mas você tem toda a paciência do mundo enquanto eu aprendo e me olha ali da porta quando eu erro a conta e rasgo o papel e geminianamente eu choro. E a gente ri junto e você começa do zero de novo, e eu entendo de novo. Porque você faz sentido na minha vida, aqui no meu peito; melhor ainda, você dá o sentido todo a tudo isso. Eu ia dizer que você faz todo o sentido quando está e também quando não está, mas você nunca "não está". Você está sempre, todos os dias, em todos os lugares, e eu tenho o maior orgulho de admitir que você me ensinou o que é amar essa constância, essa permanência, essa fixidez escorpiana cuja idéia me assustava tanto e hoje não vivo mais sem. Nunca mais sem.

Te amo tanto e sempre. Te amo tudo.

6 comentários:

hoteispelomundo disse...

Lindo. Sem mais.

Camila Florêncio disse...

Chorei!

Rico disse...

Eu também, e é pra mim!!!

Como te amo!

Miss X disse...

Lindo...
Geminiana e escorpiano? Uau!

Edinho Lumertz disse...

Parabéns, Alesie, além da sensibilidade e da perspicácia nos veículos de humor, és uma super romântica.

Pedro Favaro disse...

Emocionalmente consistente. Na hora de ser engraçada, na hora de ser apaixonada.
Gostei daqui e prometo voltar.